Especialidades: Nutrologia - Dr. Wellington Reis

Nutrologia

Atualmente, com a crescente oferta de informações acerca da importância de se evitar doenças e de como uma vida equilibrada pode propiciar saúde, aliada a performance, estética e longevidade, a Nutrologia tem ganhado destaque entre toda a população mundial. Como é uma especialidade genuinamente brasileira, somos os pioneiros em acreditar que nossos conhecimentos em estratégias e hábitos de vida irão ajudar as pessoas a não adoecerem e viverem melhor.

O Médico Nutrólogo é um profissional graduado em medicina e especializado em nutrição, o que possibilita, além de promover saúde/longevidade, melhorar a performance/imagem corporal, diagnosticar/tratar condições patológicas, prescrever suplementos e medicações para complementar o tratamento, diferenciando-lhe do nutricionista.

É a especialidade médica que estuda, pesquisa e avalia os benefícios e malefícios causados pela ingestão de nutrientes, aplicando esse conhecimento para a avaliação de nossas necessidades orgânicas, visando a manutenção da saúde e redução do risco de doenças, assim como o tratamento das manifestações de deficiência ou excesso de nutrientes.

O Médico Nutrólogo deve esclarecer que a ingestão de nutrientes não assegura o seu aproveitamento pelo organismo e que a informação nutricional é fundamental tanto para diminuição do risco de doenças quanto para a promoção de saúde e bem-estar. Além disso, o profissional deve lembra-lo de que o comportamento alimentar – a distribuição dos alimentos ao longo do dia e os intervalos entre as refeições – e as escolhas alimentares influenciam os mecanismos regulatórios endógenos e todas as respostas necessárias para o nosso organismo.

Também, é de responsabilidade do Médico Nutrólogo diagnosticar e tratar condições nutroneurometabólicas de alta prevalência nos dias atuais, como obesidade, hipertensão arterial, diabetes melito, e distúrbios hormonais. Para isso, recorrem à solicitação e à avaliação de exames diagnósticos, quando necessário, bem como à identificação de hábitos alimentares inadequados e hábitos de vida ou estados orgânicos que estejam contribuindo para o quadro atual do paciente, já que as inter-relações entre nutrientes e medicamentos e de mecanismos regulatórios orgânicos e hormonais são complexas.

Especialidades: Medicina esportiva - Dr. Wellington Reis

Medicina esportiva

A recomendação de exercício, treinamento e esporte requer as mesmas reflexões necessárias, qualitativa e quantitativamente, que a prescrição de um medicamento, ou seja, quantas vezes por dia ou semana, a duração do treino, e a intensidade dele, levando em consideração a idade, o sexo e, em especial, o estado de saúde e o rendimento. O treinamento físico adequado reuni qualidades como: reduzir os riscos inerentes ao sedentarismo, combate a obesidade e sobrepeso, prevenção e tratamento do diabetes melito e síndrome metabólica, diminuir a necessidade de oxigênio do coração, ser antiarrítmico e anti-hipertensivo, melhorar a circulação sanguínea, reduzindo o desenvolvimento de arteriosclerose, influenciando positivamente o metabolismo por uma série de adaptações físicas e químicas, elevando o bem-estar e psique sem efeitos colaterais. Poderia receber a designação de “alimento do século”.

Portanto, a Medicina do Esporte, é a especialidade médica que estuda a influência do exercício, o treinamento e a prática esportiva em pessoas sadias e doentes, produzindo resultados importantes na prevenção, tratamento e reabilitação de patologias e na performance de qualquer indivíduo ou atleta.

Abrange o estudo do esporte na escola até o esporte na velhice, e do esporte como lazer ou como meio de conservação de saúde até o esporte de alto rendimento. Um aspecto comum a todas diferentes motivações e pressupostos de rendimento: o plano estratégico de treinamento esforça-se para obter um máximo de efeito com o mínimo de gasto de tempo e carga, em um cotidiano de vida quase totalmente envolvido com trabalho e obrigações.

O paciente precisa aprender não a exigir o medicamento por parte do médico, mas sim o seu restabelecimento por meio da própria atividade física orientada. Isso vale tanto para a atitude perante a falta de exercício, como também em relação a hábitos alimentares, suplementação alimentar e nutracêutica, homeostase e equilíbrio hormonal, controle do estresse, higiene do sono, vida social saudável. Além disso, vale ressaltar a adoção de hábitos saudáveis que nos afastam de toxinas e medicamentos, prevenção de traumas, das infecções e das infestações. Demócrito já declarava no século V a.C.: “Os homens pedem saúde aos deuses. – Mas não sabem que eles próprios têm poder sobre sua saúde”.

Especialidades: Emagrecimento saudável - Dr. Wellington Reis

Emagrecimento saudável

A quantidade e qualidade de informações disseminadas pelas mídias e redes sociais (facebook, instagram, blogs…) sobre alimentação saudável e atividade física é espantosa, levando a prática de dietas variadas e protocolos de exercícios diversos, e tendo como consequência resultados temporários e não satisfatórios, como a oscilação de peso ou “efeito sanfona”. O acompanhamento por um profissional médico especializado nessas áreas é de grande importância para otimizar seus resultados e alcançar seus objetivos de forma individualizada.

As mudanças da composição corporal, que compreendem a perda de gordura, o aumento de massa muscular, e a definição corporal, ou seja, o emagrecimento saudável, envolvem uma mudança da dieta com as correções nutrológicas dos macros e micronutrientes necessárias, a prática de atividade física direcionada para os melhores resultados, e a suplementação, caso necessário, embasados nos estudos com melhores níveis de evidência e alto grau de recomendação da atualidade. Nada disso adianta, se não houver uma avaliação metabólica e hormonal completa, para avaliar a necessidade de tratamento medicamentoso ou homeostase hormonal, que só o médico poderá manejar, levando seu organismo ao equilíbrio.

O plano completo desde a anamnese, o exame clínico, toda investigação laboratorial e de imagem, da análise ao diagnóstico, seguidos de o que fazer em termos de nutrição, atividade física, e identificação e mudanças dos hábitos de vida, de como fazer, ou seja, os meios para conseguirmos os resultados, além do seguimento e acompanhamento clínico até a manutenção e otimização destes, de maneira geral, chama-se Plano Estratégico em Saúde, em que o seu seguimento resultará em grandes benefícios de forma plena e satisfatória levando a saúde, manutenção do emagrecimento e longevidade.

Especialidades: Longevidade saudável - Dr. Wellington Reis

Longevidade Saudável

Longevidade saudável ou Medicina da Longevidade é um modelo de medicina preventiva, que utiliza-se de avançados conhecimentos tecnológicos e biomédicos, permitindo a elaboração de protocolos clínicos e terapêuticos padronizados, que visam detectar, prevenir, tratar as doenças e comorbidades evitáveis associados ao processo de envelhecimento humano.

Aplicar novos e antigos conhecimentos cientificamente comprovados para modular a velocidade, a intensidade, e a qualidade dos processos de envelhecimento humano no sentido de permitir maiores chances de uma vida mais saudável, digna, plena, feliz e produtiva. “Não é só oferecer mais anos a sua vida, mas mais vida aos seus anos”.

Existem vários fatores importantes que levam a Saúde e Longevidade: 1- Modulação Hormonal Homóloga Humana; 2- Estilo de Vida Saudável; 3- Alimentação Saudável ou Dieta personalizada e definida pelo DNA (Nutrogenômica e Nutrigenética); 4- Suplementação Nutracêutica Funcional; 5- Qualidade da água; 6- Atividade física; 7- Detoxificação; 8- Manuseio do Stress; 9- Qualidade do Sono; 10- Proteção mitocondrial; 11- Controle da Inflamação Crônica Subclínica; 12- Mapeamento genético.

É um modelo de saúde, Medicina Tradicional e Medicina Preventiva, que devem se unir com a finalidade de promover um modelo de assistência mais eficaz. Adota os mais modernos princípios científicos com a finalidade de prolongar a qualidade de vida, reduzindo os custos socioeconômicos das doenças de forma individual e global. Desse modo, é embasado em princípios de ética e responsabilidade que são compatíveis e consistentes com aqueles praticados e preconizados em outras áreas da ciência médica.

Os protocolos de diagnóstico e tratamento adotados são em baseados em sólidas evidências científicas, bem como de resultados clínicos de boa qualidade concretos e mensurados. Não é uma medicina alternativa. Encontra-se alicerçado em uma metodologia ordenada de aquisição e compilação de dados, que permitem a adoção de rotina, diretrizes e protocolos, sobre os quais as propostas terapêuticas são determinadas e estabelecidas. Esse modelo de medicina adota uma estrutura global de avaliação diagnóstica e rotinas terapêuticas, procurando respeitar as necessidades individuais de cada cliente. Também, reconhece que, de forma bastante frequente, um acesso multimodal, multidisciplinar, e multi terapêutico permite a possibilidade de resultados clínicos muito mais significativos e consistentes. Os fundamentos da Medicina da Longevidade encontram-se fartamente documentados nos periódicos científicos indexados mais importantes do mundo. O seu principal objetivo é manter os indivíduos saudáveis atuando de forma preventiva e preditiva em qualquer fase da vida. É possível vivermos e envelhecermos de forma mais saudável.

Entre em contato conosco.